Bom início de 2009 para todos

Bom, era só para desejar aos leitores e as pessoas que por azar do destino aqui vierem parar um bom início de 2009 (queriam que fosse o ano todo, nao? Levam com o início e já é bom), com tudo de bom e essas coisas fofas do costume. Nao vou desejar que entrem com o pé direito porque isso já está muito batido, entrem Sigue leyendo “Bom início de 2009 para todos”

Prémio

Parece que há no mundo da blogosfera gente tao ou mais senil que aqui o menino…entao nao é que foram vá, premiar o Hemiciclo com uma coisa que se chama “Blog de Ouro”? É que vamos lá a ver: um blog nao passa de uma séria de códigos, nao é um objecto físico, e mesmo que fosse, desconfio muito que fosse ouro, inclino-me mais para o papel higiénico. Reza a lenda que havia numa floresta uma princesa que estava adormecida…ah, Sigue leyendo “Prémio”

Estes tipos dos anúncios do Imodium parece que ainda nao aprenderam

Acabo de ter o enorme prazer de visionar o novo anúncio da marca de laxantes Imodium (no caso, do Imodium Plus), onde o narrador diz mais ou menos isto: “para aqueles momentos em que a diarreia surge sem se esperar”. Mas ó amigo narrador de anúncios de laxantes, voce ainda nao descobriu que a diarreia nao nos avisa quando vem? Realmente era giro e tal, receber um telegrama ou um telefonema da marota a dizer-nos que vem aí. Mas é que isso nem tinha graça Sigue leyendo “Estes tipos dos anúncios do Imodium parece que ainda nao aprenderam”

Novelas da TVI: todas diferentes, mas sempre iguais

Entao, esse Natal, foi jeitoso? A bem dizer…escusam de responder, é coisa que nao me interessa muito e tal… Já muito se escreveu sobre as novelas da TVI aqui no Hemiciclo (é procurarem nos tags, se faz favor), mas há sempre mais um bocadinho que falta. Vejamos Flor do Mar, uma telenovela cuja história se passa na Madeira, mas onde nao há um único personagem que tenha sotaque madeirense (um pormenorzito, dirao uns, parvoíce, digo eu), ne Sigue leyendo “Novelas da TVI: todas diferentes, mas sempre iguais”

Vitor Constâncio

Vitor Constâncio, o Mr. Magoo* do mundo da banca portuguesa, lançou recentemente um aviso aos banqueiros, foi mais uma espécie de reprimenda, para que estes nao se ponham a intrujar e a “desviar” o dinheiro dos clientes dos bancos de novo que senao há chatice. Muito pedagógico o Vitinho. Faz lembrar aquelas professoras da primária que nos dizem “nao se atira pedras que é feio”, mas mais assi Sigue leyendo “Vitor Constâncio”

O Natal

Há todo um vasto leque de coisas que distinguem o Homem da restante bicharada: os polegares, as nádegas, a noçao da morte, comer com talheres e o Natal. Apesar de todos estes temas terem muito por onde se lhe pegar, o que nos interessa neste momento é o Natal. O Natal, deveria ser aquela época do ano em que se comemora o nascimento de Jesus e o camandro, mas t Sigue leyendo “O Natal”

Afinal o Benfica sempre é grande

Se dúvidas havia em relaçao a grandeza do Benfica, foram todas dissipadas na passada quinta-feira, no jogo da Taça UEFA que opôs o Glorioso aos ucranianos do Metallist (quem?). “Mas e ó Joao, porque carga de água é que o facto do Benfica ter perdido contra os ucranianos, revela grandeza?” Muito simples, amiguinhos: a equipa do Benfica sabia de ant Sigue leyendo “Afinal o Benfica sempre é grande”

Ser portugues (15)

é viver num país onde os deputados da Assembleia da República se portam como autenticos garotos da escola, daqueles que se baldam a tudo o que é aula, assim mais ou menos como isto: – Deputado 1: Entao caro colega, sempre vai a votaçao de sexta-feira? – Deputado 2: Pois…caro colega, a bem dizer nao me apetece mesmo nada ir, aquilo é uma “ganda” seca Sigue leyendo “Ser portugues (15)”

A música da Rua Sésamo é um instrumento de tortura (mas olhem que é mesmo)

“Presos de Guantânamo forçados a ouvir AC/DC”, pois é meus amigos, parece que lá para as bandas de Guantânamo se tortura pessoas ao som de AC/DC (e que tortura, ao pé disto a privaçao do sono e a simulaçao de afogamento sao meninas do coro).  Ao que parece, os militares norte-americanos obrigam os prisioneiros a ouvir música muito alto a fim de lhes arrancar algumas confissoes nos interrogatórios, usando grandes exitos de A Sigue leyendo “A música da Rua Sésamo é um instrumento de tortura (mas olhem que é mesmo)”

Mais uma ironia made in Manuela Ferreira Leite

Manuela Ferreira Leite voltou a carga com mais uma das já suas famosas ironias. Quando foi questionada pela imprensa acerca da polémica dos deputados do PSD que faltaram sexta-feira a sessao parlamentar (assinaram o livro de ponto e piraram-se dali para fora), a líder do PSD afirmou ter plena confiança nas capacidades do líder da bancada parlamentar “laranja”, Sigue leyendo “Mais uma ironia made in Manuela Ferreira Leite”

Crea tu página web en WordPress.com
Empieza ahora